Careers / Histórias de sucesso / Sucesso no NetRiders leva a um emprego na Cisco

Sucesso no NetRiders leva a um emprego na Cisco

Esposa, mãe e engenheira, ela recorda quando ganhou o primeiro lugar na competição NetRiders da Colômbia.


Maria Del Pilar Munoz, aluna, Pontificia Universidad Javeriana, Colômbia

Maria Del Pilar Munoz ganhou o primeiro concurso NetRiders na Colômbia e tornou-se engenheira de sistemas de consultoria da Cisco. Ela equilibra a carreira com os estudos nas Universidades de Georgetown e de Columbia nos Estados Unidos e com a família.

Foco em uma carreira em tecnologia de rede

Maria Del Pilar Munoz estudava ciência da computação e eletrônica na Pontificia Universidad Javeriana, na Colômbia, quando o reitor perguntou a ela por quê. “Depois de uma longa conversa, nós concluímos que eu me dedicava mais à ciência da computação e a parte mais interessante da eletrônica para mim eram as redes”, afirmou ela. “Ele recomendou o programa Cisco Networking Academy e que eu me concentrasse em ciência da computação.” Maria se destacou nos cursos que escolheu e logo obteve suas certificações Cisco CCNA e CCNP.

A vitória no concurso NetRiders criou a oportunidade

Uma de suas realizações mais memoráveis foi conquistar o primeiro lugar no concurso NetRiders na Colômbia. O NetRiders é uma competição global para alunos da Networking Academy que abrange exames on-line e atividades de simulação com o uso do Packet Tracer da Cisco. “Esse foi o primeiro NetRiders na Colômbia e foi dominado por mulheres”, disse Maria. “Havia 3 mulheres e 18 homens, e todas as 3 mulheres obtiveram um prêmio”.

Maria ganhou uma viagem para conhecer a sede da Cisco em San José, na Califórnia. “Isso me deu a oportunidade de entrar em contato com pessoas do escritório local da Cisco, e assim que uma vaga foi aberta, eles me chamaram”, explica ela. “Quando comecei na Cisco como engenheira de sistemas associada, eu era responsável pelo laboratório do escritório e pelas demonstrações. Agora, eu sou engenheira de sistemas de consultoria da Cisco do grupo de vídeos empresariais para América Latina, do México ao Brasil.”

Ela compartilha sua história com outras jovens

Maria ajuda ativamente outras mulheres a entrar no campo de ICT na Colômbia. “Eu fui convidada a participar de um fórum de discussões sobre mulheres e tecnologia”, disse ela, “e foi muito bom contar minha história a outras garotas e abordar as preocupações delas sobre uma carreira em tecnologia.”

Maria dá aulas em uma academia e ajudou a organizar vários eventos do NetRiders, preparar desafios, selecionar os jurados e promover a competição. “A maior recompensa para mim foi ter alunos do segundo grau no concurso“, disse ela. “Foi incrível ver esses alunos apresentando seus projetos de rede e participando dos desafios de resolução de problemas com enorme confiança. Nesse momento, eu senti orgulho de nossas academias.”

Equilíbrio da vida profissional

Como esposa, mãe, aluna de MBA e engenheira, Maria diz que encontrar o equilíbrio foi seu maior desafio até agora. “Tentar combinar todos esses papéis exige que você seja muito estruturado e dedicado ao processo em todas as suas atividades diárias e planos de longo prazo”, disse ela. Para ser bem-sucedida, ela conta com o apoio do marido, dos familiares e de gerentes que entendem seu desejo de se destacar na escola, no casamento, na maternidade e no trabalho.