Careers / Histórias de sucesso / O IT Essentials multiplica oportunidades

O IT Essentials multiplica oportunidades

O espírito comunitário e o amor pela tecnologia trazem reconhecimento a alunos das comunidades do Quênia.

Stephen Ondieki Orioki, empreendedor, Kibera, Quênia

Quando fez o curso IT Essentials no Raila Educational Centre, Stephen Ondieki Orioki começou o seu processo de sair das ruas de Kibera, uma comunidade perto de Nairóbi, para se tornar um empreendedor bem-sucedido e embaixador internacional do programa da Cisco Networking Academy.

Centros educacionais levam as qualificações profissionais em redes para as ruas

Quase 200 comunidades cercam a capital do Quênia, Nairóbi. A falta de acesso à educação e à tecnologia limita as oportunidades para os jovens que crescem nessas comunidades. Em 2007, o Raila Educational Centre levou o programa Cisco Networking Academy para Kibera, a maior comunidade do Quênia. Hital Muraj, gerente regional da Cisco Networking Academy no Leste Africano, imaginou uma rede de centros educacionais autossustentáveis que poderia oferecer o curso Cisco IT Essentials gratuitamente ou a um custo muito baixo.

Na primeira semana, 80 alunos se inscreveram nos cursos do Networking Academy, como o Cisco IT Essentials. O resultado foi impressionante.

Um empreendedor multiplica o impacto

Quando Stephen Ondieki Orioki terminou o curso IT Essentials e o treinamento empresarial gratuito na academia, ele percebeu que podia abrir seus próprios centros de informática. Stephen fez um empréstimo para comprar um computador e abrir uma loja de manutenção em sua casa. Ele aproveitou seus lucros para criar 3 centros de informática com 30 computadores e agora emprega pessoas para dar suporte aos centros. Ele obteve as certificações Cisco CCNA e CCNA Security e trabalha como engenheiro de rede na Computech.

Ele convida os jovens a jogar em computadores e aprender sobre tecnologia em seus centros. Eles preferem o centro ao vício do jogo ou à tentação das drogas nas ruas. “É um lugar onde podem socializar e pensar de modo mais positivo“, ele explica. “A maioria deles pode se identificar comigo, pois eu cresci na comunidade. Eles me veem superando os mesmos desafios que enfrentam e se sentem motivados a se esforçar cada vez mais.”

De Kibera para Oslo como um embaixador de TI

Mais de 400 alunos fizeram os cursos nos centros, com uma média de 30 alunos por turma. O espírito de comunidade de Stephen, o empreendedorismo e o amor pela tecnologia deram a ele uma passagem para a cerimônia do Prêmio Nobel da Paz. “As realizações de Stephen inspiraram a equipe de seleção nos Estados Unidos”, diz Muraj, “e eles o escolheram para representar toda a região africana no prêmio”.