Careers / Success Stories / Uma certificação abre portas

Uma certificação abre portas

Estudante segue seu sonho de obter a certificação CCIE enquanto segue a carreira técnica.


Veronika Klauzova, instrutora, Universidade Técnica de Košice, Eslováquia

Motivada a entender a tecnologia por trás dos jogos para vários participantes, Veronika Klauzova transformou a paixão pela tecnologia em uma carreira. Ministrar cursos Cisco CCNA na Universidade Técnica de Košice na República da Eslováquia a ajudou a conquistar um emprego como engenheira de suporte ao cliente na Cisco.

Os jogos levam a estudos avançados

A paixão de Klauzova pela tecnologia veio de sua experiência em jogar no computador desde criança. Ela queria entender a tecnologia por trás dos jogos para vários participantes, e um curso introdutório no segundo grau confirmou seu interesse por tecnologia.

“Quando eu estava terminando o segundo grau, fiz uma pesquisa on-line para encontrar a melhor universidade e decidi entrar na Universidade Técnica de Košice”, diz Klauzova. “Ela faz parte do programa da Cisco Networking Academy, e eu achei que ela seria a melhor opção, pois essa era a primeira academia no nosso país.”

Uma projetista de topologia de rede

Ao final de seu curso universitário, para obter seu diploma, Klauzova realizou um projeto para conectar automaticamente topografias, um desafio de rede que ajuda a reduzir os requisitos de cabeamento. Ela planeja fazer mestrado ao mesmo tempo em que obtém as certificações. “Meu grande sonho é obter a certificação CCIE”, afirma. “Encontrar tempo para os exames é um desafio para mim, mas quando terminar, poderei conseguir um emprego melhor.”

Klauzova espera conquistar mais certificações de instrutora e está em busca de uma carreira mais técnica. Para desenvolver a experiência em sua carreira, ela estagiou na distribuidora Cisco na República Tcheca, realizando instalações técnicas e projetando redes.

Incentivo para mulheres e meninas no setor de TI

Veronika se interessou em ensinar quando se associou a alunos na busca por um curso Cisco CCNP sem instrutor. Cada aluno ensinava uma parte da grade curricular para os outros membros do grupo.

Klauzova foi convidada para apresentar sua história para meninas interessadas em tecnologia no escritório da Cisco em Bratislava, capital da Eslováquia. “Eu disse a elas que o Cisco Networking Academy é muito legal”, ela explica. “Elas devem experimentá-lo e não se sentir intimidadas, pois as meninas também são boas em tecnologia, assim como os meninos. Às vezes, são até melhores.”