Careers / Success Stories / O setor de TI cria uma porta de saída da pobreza

O setor de TI cria uma porta de saída da pobreza

Uma mulher sul-africana torna-se a mais jovem técnica em TI e é promovida rapidamente.


Ntombozuko (Soso) Luningo, Instrutora do Programa de aprendiz, África do Sul

Quando uma menina na África do Sul descobriu sua paixão pela tecnologia, ela encontrou uma saída para a pobreza para si mesma e sua família. Ntombozuko (Soso) Luningo guia uma nova geração de alunos para a autonomia financeira e a autoconfiança com o programa de aprendiz patrocinado pela Cisco usando a grade curricular da Cisco Networking Academy.

Centro de treinamento na área de TI desperta paixão pela tecnologia

Nascida em uma cidadezinha pobre, Soso entrou para um centro de TI, aprendeu sobre tecnologia e descobriu um mundo de oportunidades. Atualmente, ela é especialista em TI, professora dedicada e mãe, e mora em um subúrbio de Joanesburgo.

“Quando você cresce em uma vila e vai à escola nela”, explica Alfie Hamid, diretor regional da Cisco Corporate Affairs, “geralmente não tem acesso ao ensino do século XXI e, com sua situação financeira, não pode pagar uma universidade. Assim, sua única opção é o subemprego e a espiral de pobreza continua”.

As aulas em um centro de treinamento construído pela Fundação Nelson Mandela despertaram a paixão de Soso pela tecnologia. O campus da cidade de CIDA ofereceu a oportunidade de uma formação superior e um caminho para uma vida melhor. Em 2007, Soso recebeu seu diploma universitário e uma certificação Cisco CCNA na CIDA.

Após a formatura, Soso tornou-se a mais jovem técnica em TI e a única mulher na equipe de TI do Queens Casino em Queenstown. Em 3 meses, ela foi promovida a administradora de rede e gerente de equipe, e passou a fornecer treinamento em TI a seus colegas. Com seu salário, Soso construiu uma nova casa para os seus pais na cidade em que cresceu. Tempos depois, ela abriu mão de seu emprego no setor privado para se tornar instrutora de CIDA ICT Academy no Cisco Networking Academy.

Elaboração de um programa acadêmico bem-sucedido

Os alunos que se inscrevem nas aulas de Soso enfrentam os mesmos desafios que ela: suas formações são desfavorecidas e eles têm poucos recursos para investir em si mesmos ou na própria educação. Soso mostra a eles um caminho para um futuro próspero e gratificante como o dela.

Quando pensou que a grade curricular do Cisco CCNA Security poderia ser um diferencial competitivo para CIDA e uma próxima etapa para seus alunos, ela fez o curso individualmente e convenceu o diretor a adotar a grade curricular. A taxa de aprovação dos seus alunos chegou a 100% no exame de certificação. Soso também iniciou um movimento para tornar o CIDA ICT Academy uma Cisco Networking Academy regional, com a contratação de 6 novas academias para oferecer o curso Cisco IT Essentials.

A continuação de uma carreira bem-sucedida na área de TI

Em 2014, Soso tornou-se mãe e instrutora no programa de aprendiz na CTU Training Solutions, onde poderá influenciar muitos jovens da próxima geração.

Ela descobriu como equilibrar ensino e responsabilidades familiares com as exigências de seu novo trabalho. “Para mim é fácil manter o equilíbrio entre a minha família e a minha vida profissional, porque elas continuam ajudando uma a outra”, disse. “Eu lido com os novos alunos do CTU da mesma maneira que lido com um novo membro da minha família. Sempre penso que preciso ajudá-los na adaptação à minha maneira de ensinar, ao mesmo tempo em que eu devo me adaptar à maneira deles de aprender. Espero fazer com que esses alunos, especialmente as meninas, superem as expectativas do CTU e da Cisco”.

Quando perguntada sobre o que diria para os rapazes e as moças que pensam em seguir uma carreira em TI, ela não hesita: “Vocês vão conseguir, não desistam.”