Careers / Success Stories / Como uma pequena empresa recruta talentos

Como uma pequena empresa recruta talentos

O programa de aprendizes cria uma ponte entre o aprendizado em sala de aula e a experiência de trabalho.


Patrick Halpin, recrutador de talentos, Atrion, Estados Unidos

Para entrar na concorrência pelos principais profissionais de TI, a Atrion Networking Corporation de Rhode Island identifica as próximas “estrelas” do mercado de TI através de um programa inovador e competitivo para aprendizes, usando o programa da Cisco Networking Academy. Ao investir no futuro de seus funcionários, a Atrion cria uma cultura de qualidade.

Associar novos talentos a novas oportunidades

Angel Gavidia era aluno da Cisco Networking Academy na Community College of Rhode Island (CCRI) quando ficou sabendo sobre a Atrion. Ele sabia que queria "trabalhar na Cisco”, mas não tinha uma ideia clara da trajetória de sua carreira.

“Com frequência, os alunos que se formam em faculdades comunitárias ou escolas técnicas precisam de uma ponte entre o aprendizado em sala de aula e a experiência de trabalho”, afirmou Patrick Halpin, recrutador de talentos na Atrion. “Eles investiram tempo e dinheiro em uma formação na área de tecnologia para criar uma carreira bem-sucedida. No entanto, depois da formatura, a falta de experiência pode dificultar as entrevistas de emprego para eles".

Investimento no capital humano

A Atrion precisou lançar seu Programa para Aprendizes em 2011. “Nós estávamos em uma curva de crescimento íngreme”, afirmou Patrick. “Nós precisávamos encontrar talentos rapidamente.” A Atrion percebeu que os recém-formados eram uma fonte inexplorada de ótimos funcionários, mas era preciso um caminho para encontrar pessoas com perseverança e personalidade para crescer em um ambiente de consultoria em TI.

O programa de aprendizes da Atrion trabalha com universidades e faculdades comunitárias locais para identificar alunos promissores da Cisco Networking Academy. Um competitivo processo de entrevistas seleciona apenas 10 candidatos que recebem uma oferta de salário de tempo integral e benefícios para passarem por treinamento. O programa de treinamento intensivo de 6 meses prepara os novos contratados para serem engenheiros de destaque e funcionários dedicados.

Um acelerador de talentos na área de TI

Os aprendizes passam 6 meses em “campos de treinamento” administrados por um gerente exclusivo do programa e parceiros, como a VMware. Os engenheiros seniores orientam os aprendizes no desenvolvimento de um serviço de atendimento ao cliente de alto nível, que é uma marca da Atrion. Espera-se que os aprendizes estudem em seu próprio ritmo para realizar os desafios técnicos, os laboratórios e os deveres de casa.

A Atrion investe pesado em funcionários menos experientes, pois sabe que o retorno do investimento é significativo. “Somos um acelerador de talentos”, disse Patrick. “Nós escolhemos para o trabalho pessoas que podem ter dificuldade em encontrar emprego e com um bom histórico acadêmico, mas nenhuma experiência de trabalho. Pode ser que uma pessoa precise de 10 anos para atingir o nível que outras pessoas atingem em apenas 2 anos na Atrion. Nossa meta é um relacionamento a longo prazo.”

Desde o início do programa, a equipe da Atrion dobrou de 125 para 250, com 40 novas contratações provenientes do Programa para Aprendizes. Esse foi o primeiro programa para aprendizes reconhecido pelo estado de Rhode Island e que conquistou a atenção do Departamento de Trabalho dos EUA. Angel foi convidado a representar o Cisco Networking Academy na Clinton Global Initiative de 2011 em um painel sobre ferramentas transformadoras para criar uma força de trabalho qualificada.